Ultimas Noticias
Coordenadoria da Mulher promove Capacitação Contra a Violência Doméstica

Coordenadoria da Mulher promove Capacitação Contra a Violência Doméstica Destaque

Além de assistentes sociais participaram: Conselheiros da Mulher, Conselheiros Tutelares e todos os agentes da Guarda Municipal de Lagarto

A Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe, em parceria com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e do Trabalho de Lagarto – SEDEST, promoveu nesta quarta-feira, 4, no Auditório do 7º Batalhão de Policia Militar, um dia inteiro de palestras e atividades para profissionais da área de segurança e da assistência social do município.

IMG 0977

O evento teve como objetivo trabalhar os servidores para identificar, acolher e orientar sobre a questão da violência contra a mulher.

Participaram, além de assistentes sociais, conselheiros da mulher conselheiros tutelares e todos os agentes da Guarda Municipal de Lagarto. A secretária da Ação Social Andresa Nascimento, foi representada pela coordenadora da Proteção Social Especial de Lagarto, srta. Anne Rose.

De acordo com coordenadora do Creas no município, Cristiane Soares, o evento teve como objetivo nivelar o atendimento as vítimas de violência seguindo à risca o projeto ‘Interior em Rede’. Nesta oportunidade foi direcionado especificamente para a Segurança Pública, que são justamente os primeiros agentes a serem acionados em caso de violência.

IMG 1000

“O objetivo é orientar nossa Guarda como agir para onde encaminhar e sobretudo do que nosso município dispõe que é a Rede de Atendimento à Mulher, abrangendo os diversos grupos de mulheres e projetos assistidos pela SEDEST, Coordenadoria da Mulher, CRAS e CREAS e Conselho Tutelar do município”, explicou Cristiane.

O curso foi ministrado pela psicóloga da coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça, Sabrina Duarte, e pela assistente social da Coordenadoria da Mulher do TJSE, Shirley Amanda.

“Esse encontro no dia de hoje aqui em Lagarto é resultado de um convênio entre TJSE, Secretaria de Segurança Pública (SSP) e alguns municípios, que foram escolhidos por conta do alto índice de violência doméstica e familiar contra a mulher. Iniciamos pelos municípios onde encontramos números mais altos de violência, considerando a quantidade de processos e a população local. E tem como principal objetivo proporcionar uma construção: eles refletem sobre gênero, depois sobre como se dá a violência contra a mulher, suas características e a atuação do agente de segurança frente a essa violência. Temos uma metodologia interativa, com dinâmica de grupo, filmes, discussões, buscando tirar deles o conhecimento porque partimos do pressuposto que o conhecimento eles já têm, só precisa ser facilitada a reflexão”, comentou Sabrina.

Para o agente e comandante da Guarda Municipal Alisson Lima, o encontro é importante para o aprimoramento das técnicas de atendimento e que todos os colaboradores, ou guerreiros como são chamados, sairão dali munidos de mais informações para levar para o dia a dia. E que no futuro possam colher dados que comprovem a diminuição do número de violência contra mulher.

IMG 1003

Segundo Shirley Amanda, a importância do curso se dá na tentativa de sensibilizar e capacitar os profissionais que atuam nos serviços especializados e na rede de atendimento à mulher em situação de violência. “A ideia é que possamos expandir esse trabalho para todo interior de Sergipe”, concluiu.

Ler 145 vezes Modificado em Sexta, 06 Abril 2018 17:43